Permitir Cookies

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Veja nossa Política de Privacidade


Quem vou ser quando crescer?

Essa pergunta não é de difícil resposta na infância. Se havia algo que eu sabia é que quando crescemos viramos “gente grande” e por gente grande entende-se gente alta ou baixa, gorda ou magra, preta ou banca, parda ou cabocla, loura ou morena, ruiva ou colorida, mas que possui o que uma parente chamava de juventude acumulada.

Inovação vem de casa - Gran.Casa

Se existe uma coisa que todo empresário deve aprender é ver o mundo com outros olhos. Olhar para o que se vê e perceber as potencialidades é a chave par o crescimento. Foi isso que fez o Gran.Casa e é o que está em seu DNA. Em entrevista à Êxito, o casal Luciana Casagrande Parmagnani e Matheus Parmagnani reveem a trajetória da empresa, descrevem o diálogo com a nova identidade visual e apresentam o segredo desse sucesso.

Quem é meu público?

Você já deve ter ouvido falar por aí frases como: “Quem faz o negócio, é o cliente” e o “cliente tem sempre razão”. E deve ter se perguntado muitas vezes quem seria esse tal de cliente e como faz-se para defini-lo. Mal sabe-se que que o cliente é quem define o negócio, quem direciona suas ações e o seu real sucesso. E você sabe como definir seu público-alvo? Sabe porque eles buscam o seu negócio e como fideliza-los? Vem aprender com a gente a importância que seu público exerce sobre o seu negócio.

Não fique no meio do caminho

Evolução é uma daquela palavras bonitas que redatores usam em discursos de impacto. Não é raro que esteja relacionada à inovação, já que sempre pega bem e inspira um sentimento de novidade e expectativa. E uma audiência com boa expectativa foca sua atenção na esperança e não critica. A novidade mora na esperança. Mas há uma linha divisória difícil de identificar entre a convicção no que é novo e o oportunismo. Para que sua empresa não caia nessa cilada, vamos aprender com os grandes players.

Redes sociais, mitos e gestão

Quantas vezes você analisou as redes sociais antes de uma contratação? E quantas vezes descartou alguns perfis depois disso? Esta prática não é nova, mas as análises que podemos fazer das redes sociais tem apontado direcionamentos importantes para diversas áreas. Da psicologia à gestão, de Narcisos à Pollyanas, tudo se encontra nas redes e todos os seus reflexos se dão fora delas – nas nossas empresas. Aqui, onde a vida real acontece, as análises cotidianas já não podem ser simples.

Um novo jeito de ver o marketing

Não é de hoje que os vídeos geram bons resultados. Se você é da onda que não acreditou que o YouTube tomaria grandes proporções e poderia substituir a televisão, basta perguntar ao seu filho quem são os seus ídolos para provavelmente ser surpreendido por nomes de youtubers. Isso não significa que os grandes nomes das novelas ficariam esquecidos, mas significa que é cada vez mais normal apostar em vídeos na internet. Vale para famosos. Vale para aspirantes a famosos. E vale para a sua empresa.

O Poder da mediação

Infelizmente o ensino jurídico no Brasil forma profissionais voltados para a disputa. A cultura do combate que impera em nosso País é de que “ganhar causa tem relevância”. No entanto, a mediação, que por suas técnicas, tem a capacidade de transcender a ordem superficial e ressignificação os conflitos entre os mediados, é uma ferramenta a serviço da justiça e da paz social.


Permitir Cookies

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Veja nossa Política de Privacidade