NEOCOM se consolida entre as principais agências de estratégia e marketing eleitoral de SC

Quem visita a sede da Neocom Comunicação Estratégica, empresa situada em Videira/SC, tem logo a impressão de que as urnas das eleições estão prestes a serem abertas. Em meio às reuniões sequenciais e discussões de estratégias para candidatos a prefeito e vereadores, é possível sentir a importância de um bom planejamento pra quem deseja buscar a atenção do eleitorado. Para saber mais sobre este universo, falamos com o proprietário da Neocom, o jornalista Felipe Schuler.

25 ações Cooperativas - Unicred Desbravadora

A Unicred Desbravadora vem realizando diversas ações de cunho social, essas ações fazem parte das 25 ações Cooperativas que a Cooperativa programou para 2020, em comemoração aos seus 25 anos de fundação.

Como a tecnologia tem ajudado o setor da saúde - app Amigovida

Há 14 anos o Laboratório Amigovida faz parte da vida de muitas pessoas. Desde o início a prioridade foi a evolução, prestando serviços de excelência e levando inovação para toda a região. E para agradecer quem esteve todo esse tempo com o Amigovida, conheça o novo aplicativo, que proporciona mais facilidade para pacientes e médicos ao acessarem os resultados de exames.

Como ressignificar trajetórias através da hipnose

Nosso presente e futuro podem ser limitantes quando não conseguimos processar acontecimentos do passado que nos causaram profundas marcas. Quando não conseguimos identificar a origem dos nossos traumas e fobias, eles interferem diretamente nos nosso relacionamentos e na forma com que enxergamos o mundo e nossa realidade. É possível trabalhar essas travas através da hipnose e ressignificar tais eventos trazendo o vem estar e o equilíbrio para nossa vida.

Liliana - Um conto de Leonado Colle

Minha irmã mais nova, Jenny, está um porre ultimamente e isso tem me tirado do sério. Nós éramos muito próximas no passado, brincávamos, conversávamos, saíamos passear, mas fazemos mais nada disso desde que ela resolveu inventar uma amiga imaginária. Agora, Jenny só sabe falar da tal da Liliana. É Liliana para cá, Liliana para lá, Liliana, Liliana... Aaah, me deixa louca!


As tecnologias e a saúde visual

A revolução tecnológica tem trazido uma falsa sensação de conforto e uma aparente segurança no cotidiano das pessoas, porém ela não vem sozinha e como acontece com tudo o que é novo, os efeitos colaterais vão surgindo aos poucos à medida que a tecnologia vai se tornando mais disponível e mais utilizada pela população.

Uma parada para saborear

Oportunidade: As oportunidades batem a nossa porta todos os dias, basta saber quando deixa-las entrar. Analisando o cenário financeiro da região, pude chegar ao ensejo de administrar uma empresa que visasse a diversidade gastronômica que antes não havia na localidade. Criar minha empesa não dependeu apenas de mim. Mostrei o caminho e junto com minha equipe começamos a trilhar essa jornada, onde todos os dias são oportunidades para nos superarmos.

O quarto número 23

Antes que eu ou mesmo meus irmãos tivéssemos nascido, nosso pais era mais aventureiros. Jovens, sempre que tinham alguns dias livres faziam a mala, pegavam o carro e partiam sem destino. Sem fazer planos tomavam a estrada que dava vontade, comendo em lugares antes desconhecidos e dormindo no primeiro hotel que surgisse quando o sono chegava. E foi uma dessa viagens que foram parar em um pequeno hotelzinho à beira de uma vilarejo antigo.

As conexões quânticas

Somos seres vibracionais, informacionais, psicossomáticos quânticos, onde personificamos esses quantuns como nossa individualização. E estes quantuns, são mantidos potencialmente pelas nossas ações positivas, mas são despotencializados pelas nossas ações negativas, onde o grau potencial aciona o grau vibracional, nos tornando energias quânticas informacionais pelas nossas ações a qual denominamos personalidade, onde está navega tanto como partícula, quanto onda.

Lamento de um diabético militante

Convivi com a diabetes por um longo tempo sem me dar conta. Logo cedo, mijar na cama, molhar as calças na escola, ser gozado pelos coleguinhas com apelidos depreciante, como mijo frouxo, fizeram parte da minha infância. Lembro que certa vez estava apurado ao extremo, pedia a professora apara ir a casinha. Esta era uma pratica que enfurecia a dona Alexandra, saindo um, saiam os mais assanhados e a aula virava um reboliço. A professora disse não! Mandou-me sentar que o recreio estava próximo. Não tive dúvida: sentei-me e desaguei ali mesmo com a sensação maravilhosa de um orgasmo. A gurizada que já esperava a novidade começou um alarido saindo de perto da minha carteira. Veio o coral, sem demora: Mijão, mijão, mijão! Consequência: fui tirado da classe pela orelha, fui para casa mais cedo e passei o resto do dia molhado, atirando pedras aos pássaros e aos burros com meu bodoque certeiro.