"Virose": E agora?


O povo chama de “virose”, porque na maioria das vezes é, mas o nome correto seria gastroenterite aguda. É aquela doença chata que causa os vômitos e as diarreias, bem comuns no verão. Elas podem ser causadas por vírus, mas também por bactérias, por parasitas, por intolerância alimentar e até por remédios. Comum e aparentemente inofensiva, mata 2 milhões de crianças por ano. E o principal mecanismo envolvido é a desidratação. Então, foco na hidratação! Se estiver só com diarreia: beba líquidos e dê preferência ao soro de reidratação oral. Se estiver com febre: controle a febre (sim: as gastroenterites podem cursar com febre). Se estiver com vômitos: controle os vômitos!

E QUANDO IR AO MÉDICO?

Simples: se você não tiver conseguindo manter a hidratação adequada!

Abra a boca, veja se tem saliva.

Preste atenção a quantidade de xixi.

Bebê pequeno: olhe também a “moleira” se estiver funda: está desidratado!

E aí, leve ao médico... Precisa fazer exames?Na maioria das vezes não! Vai passar por avaliação, verificar sinais de desidratação e se estiver realmente desidratado ou em risco irá fazer medicação!

Mas e se for infecção bacteriana? Não precisa antibiótico? Antibióticos nos casos de diarréia são exceção, a maior parte das infecções intestinais virais e bacterianas melhoram “sozinhas” - o corpo dá conta de eliminar o germe causador! E o uso de antibióticos pode inclusive PIORAR o quadro!

Mas e se for infecção bacteriana? Não precisa antibiótico? Existe, mas não que “pare” a diarréia.

Sobre o tratamento:

Antieméticos: ajudam a controlar os vômitos;

Antitérmicos e analgésicos: Para tratar febre e dor, se precisar;

Soro de reidratação oral: possui além de água alguns sais importantes para o funcionamento adequado do organismo;

Probióticos: São bactérias do bem que “moram” no nosso intestino e fazem bem à ele, e que são perdidos pela diarréia. É interessante repô-las;

Zinco: é um mineral que melhora a permeabilidade do intestino e ajuda na recuperação da mucosa;

Racecadotrila: Diminui secreção e não interfere na motilidade intestinal;

Água: Principal remédio! É para oferecer mesmo e muita!

E alguma dieta especial quando tiver com diarréia? Não. O ideal é seguir a dieta habitual, comer só a quantidade desejada (não forçar), e alimentos saudáveis. Não há necessidade de cortar “lactose” ou outros elementos da dieta.

E, por fim, a transmissão das gastroenterites infecciosas se dá através de água, de alimentos, por objetos e por outras pessoas contaminadas...Por isso, redobre o cuidado no verão.

Faça sua parte: tenha ligações de esgoto adequadas, ingira apenas água fervida e filtrada, higienize corretamente as mãos e os alimentos, evite alimentos de origem duvidosa e aos bebêzinhos: leite materno!

Andreia Elisa Baldissera
Médica Pediatra  - CRM 17714
andreiabaldissera@gmail.com


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS