Vida de ventos e velas


 

Há um ditado romano que diz: “quando não houver vento, reme . Se tiver vento, ajustes as velas”. Ou seja, faça alguma coisa pra dar certo. Se falhar, falhe tentando; pelo menos você terá a certeza que fez o que tinha que ser feito. A palavra crise, na língua portuguesa, tem a mesma raiz que a palavra critério, que vem de crinós, do grego. Em tempo de crise é tempo também de critério – sinônimo de juízo, de bom senso – e de crítica. Que é investigação, pesquisa, procura. Em tempos de crise deve se ficar mais atento, pesquisar mais, ter mais critério.

 

Chorar ou vender lenços

Em períodos de crise é um dos períodos que mais o dinheiro muda de mão. Warren Buffett, o maior investidor em bolsas de valores do mundo, aconselha a ser “cauteloso quando todos são gananciosos e gananciosos quando todos são cautelosos. Na crise, mais critério!  E atenção com as más notícias; elas são as melhores amigas do investidor. Segundo Buffett, elas permitem comprar uma fatia maior com preço muito menor.

 

Sem ônus não há bônus

Sócrates dizia que na vida , as coisas que a gente ganha, pagamos com as coisas que a gente perde. Hengel chamou isso de dialética, o movimento vivo das coisas. Para cada tese existe uma hipótese e uma antítese. Até os talentos que DEUS concede, que são apreciáveis bônus, tem ônus, representados pela cobrança que teremos no juízo final. Quanto mais te é dado, mais te será cobrado! Com exceção da graça de DEUS, que é um ônus sem bônus. Minha graça te basta, disse ELE a Paulo. Graça é diferente de talento.

 

Mercado

A crise está para o mercado como a gripe está para o corpo humano. Faz-se necessária para desenvolver anticorpos. O desenvolvimento econômico estava em uma rota muito desenfreada , precisava desacelerar. Da mesma maneira que uma gripe mal cuidada pode virar pneumonia. Por uma questão de gerenciamento é importante prestar atenção nos movimentos do mercado. Precisava de um freio de arrumação.

 

Tempo

Quanto tempo levará esta crise para se dissipar, para pertencer apenas aos livros de história? A resposta pode estar na velocidade dos acontecimentos.

Na crise de 1929, levou 3 anos para as coisas retornarem ao normal. Como o mapa mundial mudou radicalmente e a velocidade das coisas idem, a mudança ocorrerá – afinal não há mal que sempre dure , nem bem que nunca se acabe.

Analisar e projetar cenários, ter a capacidade de prospectar um pouco o futuro são, afinal, dons que definem um profissional de alta performance.  

 

Sucesso é a arte de transformar ônus em bônus.

 

E você?

Como está lidando com este momento da economia?

Enxergando oportunidades ou entrando em paranóia?

 

 

Jamil Albuquerque

Presidente do MasterMind da Fundação Napoleon Hill

Autor do Livro A arte de lidar com pessoas

 

 

 


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS