Um Café Para Dois - Bolinha Antonio Carlos Pereira


Eu hoje acordei pensando em um sonho que tive à noite. Cara, foi demais: enquanto o pessoal passava o som antes da apresentação que o Paul McCartney ia fazer na nossa rua, ele veio aqui em casa tomar um café. Ele ia cantar aqui na rua mesmo, pois foi demolido o Estádio onde, em 1967, o Roberto Carlos cantou no escuro.

Quando contei ao eterno beatle que o Roberto cantou no escuro, ele ligou ao Mr. Robert Charles e o convidou a vir para fazerem um dueto. Em 2015, nos estúdios de Abbey Road, O Cara gravara uma composição da mais fecunda parceria da história da música, a balada “And I Love Her”, que os Beatles haviam lançado em 1964, em seu primeiro filme.

Roberto e Paul

Paul explicou que o Roberto cantaria em inglês, e o inglês cantaria em português aquela parte da letra que o Roberto adaptara e ele gostava tanto: “te amei demais, enlouqueci, brigas banais te perdi; o tempo já passou e eu não consigo calar meu coração, e às vezes digo que te amo”.

Logo o jatinho chegou ao Aeroporto Santa Teresinha e o Roberto veio até nós no Ford 29 do Magro, que esbanjava simpatia e elegância com seu chapéu de palha ao volante do calhambeque, fazendo bibip. Chamamos o pessoal da banda Radyola para o ensaio, pois os músicos ingleses não conseguiam acertar os acordes daquele arranjo estilo bossa-nova.

Enquanto isso os meus netos já tinham virado grandes amigos dos dois astros, e cantavam o refrão “LÉRIBI, LÉRIBI”. O Rei estava mandando pra netinha, Baby Laura, a selfie que tinha feito com meus netos quando o mais velho deles, o Roberto, resolveu cantar “eu tenho tanto pra te falar”, mas foi interrompido pelo canto do mais novo, o Paulinho: “Você é algo assim, é tudo pra mim, é como eu sonhava, Baby...” Que mancada! essa é do Tim Maia. Roberto concordou e disse que iria gravá-la no LP de 1969, mas como Eduardo Araújo lançou antes, escolheu outra composição do Gordinho, “Não Vou Ficar”, que a Nice gostara.

O papo estava legal, quando o bule entornou! Ops... não é que o Paul perguntou se o Roberto queria tomar daquele gostoso café que a gente tinha lhe servido! Fiquei tanto tempo pensando em tudo que estive sonhando, e por um momento pensei ser verdade, mas acordei antes de ter que contar pra eles que não tinha mais pó... PÔ PAUL, O PÓ TERMINOU! Sentei-me na cama para pensar no sonho e resolvi contá-lo aqui pra vocês rirem comigo.

 

 

Antonio Carlos “Bolinha” Pereira

Apresentava Os Discos do Bolinha na TV Canal 21
osdiscosdobolinha.blogspot.com


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS