Dracula – A história de uma lenda do clássico ao geek


Do clássico ao geek, uma viagem que iniciei aqui na Revista Êxito Digital cuja nossa primeira aventura foi através do Inferno de Dante [link] onde percorremos os 9 círculos do inferno em uma jornada mitológica. Desta vez quero lhes apresentar um importante personagem da história romena que virou lenda, mito, filme, música, anime e jogos de vídeo-game, o famoso Conde Drácula.

Em 1408 o Sacro Imperador Romano Sigismundo (na época Rei da Hungria) criou a Ordem do Dragão (Societas Ordo Daconistellarum Secretum), uma ordem de cavalaria concebida nos moldes da Ordem de São Jorge (1318) com o propósito de proteger a Família Real e a Cruz Sagrada. Em 1431 príncipes e vassalos foram convocados para iniciar o grupo e um deles era o Vlad (pai de Vlad III, o Empalador), que era pretendente ao trono do principado da Valáquia (atual Romênia), na época ele servia como comandante nas montanhas entre a Valáquia e a Transilvânia.

Dracul

A Ordem do Dragão adotou como símbolo em 1408 a imagem de um dragão circular com a cauda enrolada no pescoço (não confundir com Ouroboros). Nas costas, estava a cruz vermelha de São Jorge, mas com a expansão da Ordem, outros símbolos derivados com Dragão e Cruz foram adotados. Vlad mandou cunhar moedas com um dragão alado bem como no brasão de armas cuja intenção era transmitir uma imagem favorável pois o dragão era visto como algo apocalíptico. Vlad também assumiu o apelido de “Dracul”, palavra com origem no latim “Draco” que quer dizer “o dragão”.

Seu filho Vlad III usava o apelido “Drácula” no contexto de “filho de Dracul”, entretanto esta palavra assumiu um segundo significado (“o diabo”), que foi aplicado aos membros da família por seus inimigos (otomanos) e por camponeses supersticiosos e essa narrativa acabou encontrando caminho nos contos. Em 1820, William Wilkindon escreveu o livro “Um Conto dos Principados da Valáquia” que inspirou o livro de Bram Stoker popularizando o nome “Drácula”.

Dracul

Para os romenos, o “Conde Drácula” é símbolo de coragem, bravura e amor pela pátria. Tratado como um herói nacional, Vlad III lutou enquanto pôde para livrar a Romênia das espadas do Império Otomano e isto está registrado em estátuas, nomes de ruas e outras homenagens espalhadas pelas cidades da Romênia.

O EMPALADOR

Aos 17 anos de idade Vlad III estava determinado a recuperar o trono do pai. Tendo seu irmão Radu como um desertor, ele tomou o principado da Valáquia em 1448 e em 1456 recuperou o trono que pertencia a seu pai derrotando Vladislav II em batalha e ganhando o apelido de Vlad O Empalador. Mais tarde, seu irmão aproveitando-se da fragilidade do principado, organizou um ataque com o exército otomano e tirou Drácula do poder. Vlad III fugiu para o Império Húngaro onde casou, teve filhos e ascendeu a membro da família real e mais tarde com o apoio do Império Húngaro e de seu primo Estevão (príncipe da Moldávia) decidiu reconquistar a Valáquia pela terceira vez.

Dracul

A Valáquia era então governada por Bassarabe, o Velho. Que preferiu fugir e entregar o trono a enfrentar Vlad III. Aos 45 anos de idade, o Conde Drácula morreu misteriosamente. Alguns historiadores dizem que ele morreu em batalha contra os turcos, outros acreditam que ele foi emboscado por nobres descontentes.

O MITO DO VAMPIRO

Dracul

O clássico livro de Bram Stoker explorou o nome e criou uma narrativa que transformou o imaginário popular, em 1992 o filme que mescla elementos da história real com o “vampiro imortal” conta a sobre um líder que renega a Igreja quando vê-se impedido de enterrar sua esposa em solo sagrado por ela ter cometido suicídio quando recebeu uma mensagem (de seus inimigos) alegando que Drácula havia morrido em combate (o que era mentira), ao declarar guerra contra a Santa Igreja e contra Deus, o Conde é amaldiçoado e vive através dos séculos como um morto-vivo. Um clássico do cinema, dirigido por Francis Coppola e um elenco excepcional com Gary Oldman, Winona Ryder, Keanu Reeves e Anthony Hopkins. O filme é uma obra prima.


CINEMA

Além do clássico de 92, outros títulos deram visibilidade para o nosso “vampiro cavaleiro”. Em 2014 com “Drácula: A História Nunca Contada” e recentemente a mini série “Drácula” disponível no catálogo do Netflix.

MÚSICA

Diversos artistas e bandas referenciam o glorioso conde da Valáquia, nome de bandas, títulos musicais que vão desde Gorillaz até Iron Maiden e Iced Earth, estas últimas trazem uma versão primorosa de Heavy Metal que deixarei registrado para apreciação.

GAMES

Centenas de jogos foram produzidos com esta temática para as mais diversas plataformas que vão desde hack’n’slash, tiro em primeira pessoa, simuladores e mais. O meu preferido é Castlevania (1986-2019) que sem dúvidas é a principal quando se trata de Drácula e Vampiros, a franquia possui nada menos que 35 títulos e sua história gira em torno da família de caçadores de vampiros Belmont e óbvio, do Conde Vlad. Veja abaixo a evolução dos jogos com o passar dos anos.

ANIME

E para fechar nosso pequeno roadmap do querido Vlad, a NETFLIX disponibilizou em seu catálogo o Anime que é sucesso absoluto. No desenho, quando sua esposa é queimada na fogueira depois de ser acusada de bruxaria pelo bispo da cidade, o vampiro conde Vlad Dracula Tepes declara que todo o povo da Valáquia pagará com suas vidas. Ele convoca um exército de monstros e demônios que invade o condado, fazendo com que as pessoas vivam vidas de medo e desconfiança. Para combatê-los, o caçador de monstros Trevor Belmont pega em armas contra as forças de Dracula, auxiliado pela maga Sypha Belnades e pelo filho de Dracula, Alucard (leia-se Dracula ao contrário).

Mais uma vez, podemos observar a adaptação dos clássicos aos “novos tempos”. Conhecendo ou não a verdadeira história do Conde Vlad ou apenas o famoso Vampiro Imortal, Drácula nos lembra que os clássicos não são as coisas velhas, mas aquelas que durarão para sempre.

Referências:
- NOGUEIRA, Adeilson. A ORDEM DO DRAGÃO E VLAD DRACULEA. Clube de Autores, 2020.
- A verdadeira história do verdadeiro Drácula. Super Interessante. Disponível em: https://super.abril.com.br/historia/a-verdadeira-historia-do-verdadeiro-dracula/. Acesso em: 27 de maio de 2021.
- Castlevania (série de televisão). Wikipedia. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Castlevania_(s%C3%A9rie_de_televis%C3%A3o). Acesso em: 27 de maio de 2021.


COMENTÁRIOS