Gerando consciência para a vida - PROERD -PM 2º Sargento Hilário Appel


Resistir às drogas e à violência para construir uma vida mais saudável e feliz, em uma sociedade mais justa e estruturada é um dos desejos das famílias. Viver em um futuro onde seja possível olhar para trás e ver que seus filhos tomaram a decisão correta e por isso construíram uma nova família, uma carreira honesta e terão, eles também, uma boa vida em um futuro um pouco mais adiante, é uma das maiores felicidades dos pais. Felizmente, essa busca conta com o apoio do PROERD. proerd

Criado com base no DARE - Drug Abuse Resistance Education, um programa criado pela professora Rutty Hellen em conjunto com o Departamento de Polícia de Los Angeles, em 1983, o PROERD chegou ao Brasil em 1992, através da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. E se o DARE está nos 50 estados dos EUA, o PROERD também está em todos os estados brasileiros. Em Santa Catarina chegou depois de um encontro do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG) sediado em São Paulo, em 1988, quando o então comandante do Comando de Policiamento do Interior, Coronel PMSC Cláudio José de Barros, conheceu o Programa e buscou trazê-lo para o estado. Assim, o PROERD foi implantado no 6º Batalhão de Polícia Militar, em Lages, em 16 de março de 1988, com três instrutores: o 2º Tenente PM Otávio, o Sargento PM Wolff e o Sargento PM Donizete. No mesmo ano, o Programa teve início em Chapecó e região Oeste e Meio-Oeste e dois anos mais tarde começaria a atuar em Videira, com o Soldado Mauro Telles.

Segundo o PM 2º Sargento Hilário Appel, instrutor PROERD para séries iniciais, 5º e 7º anos, e para pais, o PROERD tem como missão: Capacitar crianças, adolescentes e adultos para resistirem às drogas e à violência, através de ações de polícia ostensiva de caráter educacional, realizada por policiais militares habilitados, em instituições públicas, privadas e comunitárias, integrando Polícia Militar, família e escola para a valorização da vida e a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz”. Em 23 anos de atuação em Santa Catarina, o Programa esteve em 265 das 295 cidades e até o final de 2019 orientou 1.504.571 pessoas para dizer não às drogas e à violência, através de decisões saudáveis, seguras e responsáveis. proerd turmas

"Os benefícios são imensuráveis, considerando a mudança de cultura e conhecimentos relacionados aos temas das drogas e da violência. Os alunos do PROERD sabem como resistir às pressões de grupo para que experimentem drogas e a dizer não a elas, agir de forma responsável, tendo como objetivo a construção de uma sociedade mais sadia, justa e feliz. São benefícios que não têm preço!", explica o 2º Sargento.

A carreira do PM envolvendo o PROERD é bastante extensa e amplamente capaz de revelar a amplitude do Programa. Depois de formado instrutor em Balneário Camboriú, no ano de 2003, O 2º Sargento Appel ministrou aulas para as turmas da 4ª e 5ª séries do Ensino Fundamental em Caçador, depois em Rio das Antas, onde ficou por 10 anos. Desde então, suas aulas no Programa acompanharam sua trajetória dentro da PM pelos últimos 14 anos, indo para Arroio Trinta, Treze Tílias, Ibicaré e Videira.

"O PROERD é, na minha opinião, o melhor trabalho realizado pela PMSC nos últimos 30 anos, e é graças a ele que pude passar ensinamentos concretos e instruir crianças, jovens e adultos a não usar drogas ilícitas e lícitas e a não praticar violência", destaca.

Atento às necessidades sociais, o PROERD já não atua apenas com as crianças. "Temos o curso 'PROERD para Pais', que busca capacitar os responsáveis pelas crianças para ajudá-las a fazer escolhas positivas. É neste curso que discutimos com eles informações sobre as drogas lícitas e ilícitas, sobre a violência e moldamos habilidades de comunicação para usar com as crianças e adolescentes", conta. Além disso, o Programa também se preocupou com a inclusão e conta com instrutores habilitados em libras, livro do estudante em braile e recentemente elaborou o livro do estudante em libras. proerd turmas escolas

Mas mesmo que o Programa apresente tantos benefícios, nem sempre ele foi bem visto. O 2º Sargento Appel lembra com clareza das dificuldades iniciais para sua implantação nas escolas, quando imperava a desconfiança de professores e diretores escolares. "Isso foi superado com o tempo, conforme os resultados foram aparecendo", complementa, "mas outros desafios foram surgindo como, por exemplo, a falta de recursos financeiros para aquisição de recursos que atraem as crianças e os adultos. Nos faltam recursos para camisetas, brindes e outras despesas como as formaturas. Então, para que isso seja viável, as Prefeituras e empresas privadas acabam abraçando essa causa e parte desses custos. Também não podemos esquecer dos desafios internos, como a falta de estímulo e de reconhecimento por parte da própria instituição da PMSC com relação aos instrutores".

Na opinião do 2º Sargento, o PROERD é o melhor programa educacional para educação e prevenção ao consumo de drogas existente no Brasil.

"Para o futuro, podemos esperar que as autoridades políticas disponibilizem recursos financeiros e treinamentos para que os instrutores possam dar sequência a este belo trabalho e que o PROERD possa atingir os 295 municípios catarinenses. Este será o meio para que consigamos formar uma sociedade mais harmoniosa, menos violenta e com mais justiça para todos. Eu acredito e agradeço ao PROERD", finaliza.

proerd


COMENTÁRIOS