Sim, Chegou o Período da Declaração Anual de Ajustes do Imposto de Renda 2021


Sim, Chegou o Período da Declaração Anual de Ajustes do Imposto de Renda 2021

Este é o tributo mais famoso do nosso país e raras são as pessoas que nunca ouviram falar nele. O Imposto de Renda é a maneira que o Governo encontrou para acompanhar o incremento de renda anual de pessoas e empresas no território nacional. Mas por que declarar? Como funciona? Sempre vou pagar impostos ao fazer a declaração? Essas e outras dúvidas nós vamos esclarecer para você, agora. 

Por que declarar?

Durante o ano anterior todos recebemos e gastamos alguma quantidade de dinheiro. De forma geral, a tributação acontece no exato momento desse recebimento de valores. Ocorre que, no ano subsequente, o Governo quer ajustar as contas com todos e o faz por meio da Declaração Anual de Ajustes do Imposto de Renda, para poder avaliar se o que foi pago de impostos está de acordo com os seus rendimentos. 

E como funciona?

Por meio do programa de Declaração Anual de Ajustes do Imposto de Renda, é preciso lançar todos os rendimentos que ocorreram no ano anterior, ou seja, no caso em 2020, bem como todas as despesas dedutíveis no mesmo período, além dos bens e direitos. Tudo devidamente comprovado por documentos. Exemplos: salários, veículos, imóveis, plano de saúde, mensalidades de escolas, faculdades, dinheiro investido, mesmo que seja na poupança, entre outros. Enfim, é quase tudo na vida mesmo. 

Sempre é preciso pagar o Imposto de Renda?

Não, nem sempre. É uma prestação de contas que, em caso de pagamento superior ao valor necessário no ano anterior, a Receita Federal devolve o dinheiro, e a isto chamamos de Restituição do Imposto de Renda. Por outro lado, se o pagamento for inferior, é necessário complementar o pagamento de IR no ajuste anual.

 Novidades para 2021

O prazo para entrega da declaração começou em 1º de março e já tem algumas mudanças em relação ao ano passado, sendo elas:

1)    PRAZO DE DECLARAÇÃO: este ano, o período volta a ser de dois meses, entre 1º de março.

2)    AUXÍLIO EMERGENCIAL pode ter que ser declarado, se os beneficiários tiverem obtido rendimentos tributáveis acima de R$ 22.847,76.

3)    RESTITUIÇÃO poderá ser feita por contas de pagamento, graças ao aumento no número de fintechs e bancos digitais.

4)    NOVOS CÓDIGOS para declaração de cripto ativos.

5)    E-MAIL E CELULAR PARA AVISO no e-CAC, mas a Receita Federal não usa esses meios de comunicação para solicitar informações ou enviado links.

 Quem deve declarar?

Temos 6 hipóteses de declarantes anuais de ajuste de imposto de renda, dos quais destacamos:

1)    Pessoas físicas residentes no Brasil que tiveram, no ano passado rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

2)    Quem, no ano passado, teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

3)    Quem tinha, em 31 de dezembro de 2020, bens e direitos (como imóveis, veículos e investimentos) que, somados, superavam R$ 300 mil;

4)    As pessoas que tiveram ganhos de capital na alienação de bens ou direitos;

5)     Aplicaram em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou assemelhadas em 2020;

6)    Pessoas que receberam o auxílio emergencial para enfrentamento da pandemia em qualquer valor e tiveram rendimentos tributáveis em valor anual superior a R$ 22.847,76.

 

Gostou das informações? Precisa declarar seu imposto de renda? Então, entre em contato por meio de nossas redes sociais. Instagram: @exacongestaocontabil Facebook: https://www.facebook.com/Exacongestaocontabil

Gabriel Antonio Gemelli
Márcio Rafael Konkol

 

 

 


COMENTÁRIOS