Andar descalço faz bem


Pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP defendem que o fortalecimento dos pés é a principal forma de evitar lesões ao praticar corrida de forma recreativa. Eles também apontam que o popular exercício físico tem risco de lesão altíssima.

Sem equipamentos e pode ser praticada em qualquer lugar. A corrida se tornou um dos exercícios físicos preferidos dos brasileiros por sua praticidade. Afinal, não é preciso muita coisa, ou matrícula; em tese, força de vontade, um bom tênis e dedicação são o suficiente para começar.

Se você começou por aí, começou errado. É o que defendem os pesquisadores que descobriram que treinamentos simples para os pés podem reduzir em duas vezes a ocorrência de lesões para quem corre de forma recreativa. Com prevalência de lesão de até 79% em um ano, a adaptação do corpo para proteger a região lesionada pode deixá-lo mais vulnerável à novas ocorrências. A solução está na prevenção. Segundo os pesquisadores a melhor defesa é melhorar a estrutura musculoesquelética dos pés para conseguir mais força e funcionalidade.  A melhoria ainda contribui para aumentar a capacidade de impulsão vertical. andar descalco

O treinamento está disponível através de um software desenvolvido pelo Laboratório de Biomecânica do Movimento e Postura Humana, da FM-USP, e pode ser realizado em casa. Mas além deles, andar descalços sempre que puder também contribui para o desenvolvimento e fortalecimento dos pés. E quando não for possível ficar descalço, as populares molecas são indicadas.

 


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS