Trabalho Híbrido: A Tendência que veio para ficar


 

Apartir da pandemia do novo coronavírus, o que era tido como “normalidade” mudou completamente. Muitos hábitos precisaram ser revistos - como os tradicionais cumprimentos calorosos com aperto de mãos, beijos e abraços - e alguns outros, incorporados - como a desagradável tarefa de higienizar as embalagens dos produtos. O “novo normal” chegou também ao mundo do trabalho, reformulando a rotina das empresas.

 

Em um primeiro momento, a saída foi o home office. A casa virou escritório - para algumas famílias, sala de aula também - e a internet, o meio de encontro para as reuniões virtuais. Com certeza o trabalho em casa tem benefícios, mas com o tempo foram aparecendo as dificuldades também, como a falta de estrutura adequada, isolamento físico dos colegas, depressão e ansiedade.

 

Aos poucos, a rotina tem sido retomada. Para evitar aglomeração nos escritórios, a saída foi fazer rodízio entre os funcionários, assim não precisa que todos trabalhem presencialmente ao mesmo tempo, implantando um modelo híbrido de trabalho. A proposta é que o colaborador desenvolva atividades em casa e no escritório, alternando entre o trabalho home office e o presencial. Contudo, o que parecia ser apenas uma solução temporária tem ganhado força.

 

Essa tendência não é algo só local, mas tem sido observada como uma possibilidade em todo o mundo. Um levantamento feito pelo Reuters apontou que mais de 25 companhias pretendem diminuir o tamanho do escritório no ano que vem. No Brasil, os avanços para a concretização desse modelo ainda são tímidos.

 

Para as empresas, o modelo híbrido é financeiramente vantajoso pela redução de gastos com a estrutura física além de melhorar o relacionamento com a equipe já que se estabelece um ambiente com mais autonomia aos profissionais. Já para os profissionais, tem a vantagem de escolher o melhor local para trabalhar de acordo com as necessidades de cada momento (maior flexibilidade) e a tendência é de que os resultados sejam mais valorizados porque eles importam mais do que o tempo gasto para obtê-los.

 

Avançar sem perder a essência 

 

É importante destacar que a flexibilização do modelo de trabalho não significa abrir mão do suporte oferecido na empresa. Para ter sucesso no trabalho híbrido, é preciso garantir todos os recursos necessários para a realização das atividades. Isso inclui, principalmente, acesso a tecnologia eficiente para ser possível trabalhar de qualquer lugar. Os aplicativos que auxiliam na organização de tarefas, possibilitam troca de mensagens entre o grupo e a realização de videoconferências são essenciais.

 

A garantia dessas condições de trabalho é a certeza de que os colaboradores ficarão satisfeitos por terem como desempenhar suas funções de maneira eficiente, refletindo diretamente na qualidade do produto ou serviço que será entregue.

 

Fiama Heloisa

fiama.heloisa@gmail.com

 


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS