Estratégia para guiar uma vida

Uma jogada. Lógica. Estratégia. Este é o xadrez. Um movimento que orienta todo curso de uma vida. Este é o xadrez da vida real. Não se trata apenas de um tabuleiro e de peças que possuem formas determinadas de agir. Se trata da forma de ver e viver. São as escolhas que determinam para onde vamos, quando agimos e quando olhamos no fundo dos olhos da vitória ou da derrota. Foi o xadrez que mudou a vida de Juliano Zonta. É o xadrez que orienta as ações do Professor Pena.

Uma vida de cuidado

Ela não viu, mas ainda lembra. A memória brincou com seus pensamentos até que recuperasse aquela que seria uma marca em sua trajetória: quando recém-nascida, sua mãe a entregou a Deus. E da devoção se desenhou a história de quem doou sua vida aos demais e viu nas crianças a construção do futuro. Para a Irmã Ilva cuidar dos outros é dar-lhes a oportunidade de construir sua própria história com autonomia e solidariedade.

A música é um conjunto

“Para tocar um instrumento não é preciso ter um dom. Vale muito mais ter alguém que dê uma oportunidade. O ‘dão’ é melhor que o dom”, assim nos falou o professor e maestro Robson José Castilho Gregório momentos antes de uma apresentação da Fanfarra de Matos Costa. Há seis anos trabalhando com música, Robson e a comunidade matos-costense podem se orgulhar das expressivas conquistas das crianças com o brilhante desempenho da fanfarra e outros grupos formados pelas crianças de Matos Costa."

Com amor, dona Carmem!

Imagine uma pessoa sorridente a plantar sementes de girassol na terra fofinha e regando pacientemente, até que virem lindas flores. Agora aplique essa teoria à educação e perceba como são similares. Foco e comprometimento sempre foram duas de suas qualidades mais admiradas. Em tudo que faz coloca boas doses de emoção e amor. Afirma com todas as letras e muito bom humor: “Eu gosto de gente!” e assim confirmamos que mesmo depois de algum tempo ensinar continua sendo a menina dos olhos de Carmem Maria Biscaro Verona.

Notas de uma vida

A música é uma das formas de arte e expressão mais antigas do mundo. Foi criada não apenas para ser ouvida, mas para ser sentida e apreciada. A música foi feita para ser “ouvida” com o coração. Com um sorriso tímido no rosto e um brilho sem igual nos olhos, João Batista Fernandes da Rocha, conhecido como Batista pela população videirense fala sobre sua relação com a música. Trabalhando a mais de 30 anos com essa arte, acumula boas histórias e uma grande experiência, com simplicidade nos contou sobre tudo o que leva na sua bagagem.