Controle sua obsessão


“Somos uma geração que conhece bem transtornos psicológicos/psiquiátricos e fala abertamente sobre eles, como forma de alerta e prevenção. Em algum momento você deve ter lido sobre o assunto e de repente você começa a ficar com um medo absurdo de cometer erros que te levem a fracassar ou passar vergonha em alguma situação e passa a evitar viver aquilo, você organiza tudo em uma ordem específica e fica confuso ou muito irritado quando alguém bagunça tudo.Você tem sistemas de organização que podem dar um nó na cabeça das outras pessoas. Isso tem um nome: Transtorno obsessivo compulsivo, o popular: TOC.”

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é um transtorno psiquiátrico de ansiedade  comum, crônico e duradouro, que tem como característica principal a presença de crises recorrente de obsessões e compulsões. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), está entre as dez maiores causas de incapacitação. Cerca de 4 milhões de brasileiros sofrem com a doença.  

As obsessões são pensamentos, impulsos, ideias ou imagens que invadem a mente de forma recorrente e persistente de forma indesejada. A única maneira de se livrar desses pensamentos é realizar algum ritual próprio de compulsão seguindo várias regras, etapas rígidas e pré-estabelecidas como uma forma de aliviar a ansiedade, muitas pessoas com TOC voltam para checar várias vezes se as portas de casa ou do carro estão trancadas. Alguns pacientes acreditam que algo muito ruim pode acontecer se não realizarem um ritual de forma correta, porém, chega um momento em que nem a realização desses rituais é capaz de conter a ansiedade, agravando os pensamentos obsessivos  e comprometendo a rotina.

Os sintomas de TOC envolvem alterações no comportamento que vão além da prática de rituais, compulsões, repetições e incluem ainda o hábito de evitar algumas situações, com preocupações excessivas, dúvidas, pensamentos impróprios ou ruins e das emoções como medo, desconforto, aflição, culpa e depressão. Em virtude do medo excessivo como, de cometer falhas e ser julgado por isso, faz com que muitas pessoas evitem situações ou locais, comprometendo o seu desenvolvimento interpessoal. 

Em geral as pessoas confundem um perfeccionismo exagerado e mania de limpeza com a doença, o que faz com que se auto diagnostiquem ou falem sobre o assunto de forma banalizada. Precisamos lembrar que o TOC é um transtorno de ansiedade, que gera crises e faz com que o paciente não consiga controlar os próprios pensamentos. 

As causasda doença não são muito claras ainda para a medicina, porém estudos mostram que é um problema multifatorial e que parece existir uma conexão entre o transtorno e anormalidades em certas áreas do cérebro que utilizam serotonina. O histórico de doenças familiares e fatores psicológicos como traumas na infância podem ter relação com esse transtorno.

Para buscar um tratamento é preciso consultar profissionais da área de psicologia e psiquiatria que possam indicar o medicamento e a terapia correta para cada pessoa e para cada caso. O tratamento pode contar com Terapias Cognitivas Comportamentais, com a duração que o paciente precisar tornando sua vida o mais normal possível livre de compulsões e obsessões.


Matérias Relacionadas
COMENTÁRIOS